quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Os Homi

3ª feira (minha folga e feriado), quando eu pensava em dormir até o corpo doer e depois passear com o meu maridinho em algum canto aqui perto, acordo às 8h30 da manhã com a polícia na porta. “É pra cá mesmo???”, perguntei correndo o risco de tomar um fora oficial, mas sempre quando tocam aqui é engano… e o sono, e a polícia… Por que estariam nos procurando? “É da casa do sr. Raphael XPTO?”

Era mesmo pra gente.

“O senhor sabe onde está o seu carro?”, indagou um deles. “Puts, foi roubado.”, pensei eu. Dito e feito. Nosso carro foi encontrado em um outro subúrbio de Lisboa e a polícia veio procurar o dono, já desconfiavam do roubo e precisavam que o Rapha fosse à delegacia dar queixa, só assim poderiam continuar as investigações.

Já pensou isso no Rio? Primeiro, Deus me livre a polícia carioca batendo na porta lá de casa. Depois, nem sei quantos seriam necessários pra dar vazão a esse tratamento VIP… Porque, além de irem a nossa casa, serem super educados e pacientes, ainda deram uma caroninha básica ao Rapha até a esquadra.

Parece que o carro está inteiro, não foi danificado. Agora estamos esperando ansiosos que a perícia libere nosso companheiro de aventuras lusitanas!

4 comentários:

Amanda Lourenço disse...

Uau, que eficiência! Eu morreria de medo se tivesse um bando de policiais franceses batendo na minha porta! Do jeito que eles são agressivos...
Bom, pelo menos o trabalho foi menor pra vcs, né?
Beijos!!

Cris disse...

Foi um susto, mas é assim, o problema que veio com solução. Menos mal...

raphaelloureiro77 disse...

é verdade. a atuação da polícia nesse caso foi exemplar desde a abordagem inicial até as questões práticas como o boletim de ocorrencia. ainda bem e quem dera que fosse assim sempre em todos os lugares. afinal funcionário publico deveria ser pra servir a população sempre da melhor maneira possível.

Janete disse...

E NÃO HOUVE A CÉLEBRE FRASE "DOUTOR
NÃO VAI ACERTAR A CERVEJINHA,NÃO?"
AI QUE ÓDIO .......

Etiquetas