sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Hábitos e Janelas

Ontem, cheguei em casa e encontrei o lençol amarrado na maçaneta da porta de entrada. Detesto quando isso acontece!

Deixa eu explicar, aqui é muito comum ter o varal para o lado de fora da janela, somente nos prédios mais novos das zonas mais elitizadas é que têm estrutura para secar a roupa do lado de dentro. Então, quando venta muito, é comum que a roupa cai na rua. Normalmente, eles colocam no hall de entrada do prédio a roupa que encontram na rua, mas, como sabiam que o lençol era meu por causa do outro que continuou pendurado, prenderam na minha porta mesmo. Aí, quando isso acontece, tenho que lavar tudo novamente…



A minha casa é um meio do caminho, tem até uma áreazinha e um secador improvisado que não dá pra roupa toda, mas resolve o problema das peças íntimas e também das mais delicadas. O povo aqui está tão acostumado a colocar a roupa do lado de fora que eu já tive a calçola da minha vizinha de cima caída no meu varal (eca!) e olha que ela é uma mulher nova!

O mais impressionante é que até nos apartamentos mais baixos (rés-de-chão, nosso térreo) eles penduram tudo pra fora, calcinha, soutein, toalhas, na altura de qualquer um sujar ou levar embora.

Falando em hábitos e janela, outra coisa com a qual eu não me adaptei até hoje é costume de bater o tapete na janela. Sempre que posso dormir até mais tarde, acordo com a vizinha batendo tapete e penso “Ai, minha casa limpinha…” ou “Ai, minha alergia…”

5 comentários:

Rosa Lopes disse...

Cris, esse aspecto português é único, hoje eu acho engraçadíssimo e vez ou outra estou contando por aqui e as caras são sempre as mesmas: chocadas, kkkkkkkkkk.

Será que valeria a pena fazer tentar mudar isso para que a cidade turisticamente ficasse mais regular? Nada disso, vamos deixar assim...Caçolas ao vento

Rosa Lopes disse...

Cris vc soube disso, http://sindromedeestocolmo.com/

Eu também acho que ela passou um pouquinho...

Cris disse...

Rosa, isso do varal fica muito bacana na zona turística, mas no dia-a-dia não é nada prático... Já tive que ficar umas 3 semanas sem lavar roupa, porque não parava de chover. Então, podiam manter só nos prédios "históricos" hehe

Ah, qd contei a alguns portugueses q no Brasil não era assim, eles tb ficaram impressionados kkkk

Sobre a Maitê, fala sério, ela foi bem mal educada, um jeito hostil de falar. Sem falar das burradas que ela disse...

Pedro Paulo Bastos disse...

Essa coisa do varal pra fora, bater tapete, enfim, vai, totalmente, de encontro com essa cultura da gente aqui do Rio, de querer, a todo custo, afastar-nos desses hábitos de "pobre" hahahaha. É interessante! Questiono-me muito se conseguiria me adaptar em Portugal. É muito diferente!
Beijo!

neideclement disse...

Ola!
Estive em Venza, la é assim tb, as pessoas secam as roupas com varais para fora das janelas! Aqui na França não tem area de serviço como no Brasil, isso me chocou muito, não tem tanque para lavar uma roupa delicada na mão ou lavar um tenis. Aqui secamos a roupa com varal na varanda, na sala...

Etiquetas