segunda-feira, 1 de junho de 2009

Transportes

Nesses últimos dias, andei conversando com uns amigos sobre os transportes na Europa. Lisboa, se comparada às demais capitais europeias, não é um bom exemplo, mas, em relação ao Rio, tem uma cobertura bastante satisfatória.


Simplório Metro de Liboa


Um dos primeiros passos quando planejo uma viagem é ver o mapa da cidade e o mapa do metro e sobrepor as informações. O metro é o transporte mais fácil para um turista se locomover. Uma vez a hospedagem sendo perto de uma estação, a circulação pela cidade está garantida, porque há sempre um metro perto de qualquer atração turística. A partir daí, é encontrar os dois pontos no mapa - partida e destino - e verificar o caminho.

Seguindo esse raciocínio, fui planejar minha viagem para Paris. Nunca tive dificuldade com mapas, muito pelo contrário, mas quando abri o "plan" do "metropolitan", tomei um susto, a quantidade de linhas é enorme! A rede é tão complexa que, no site oficial, o mapa é interativo (http://map.metro-passes.com/map_paris.htm). Você clica sobre uma ou mais linhas e elas ficam em destaque de maneira que pode ir construindo um percurso sem que o emaranhado das linhas restantes atrapalhem a sua visualização. Demorei alguns dias para me acostumar aquele monte de informações e para encontrar todas as estações que eu queria, mas consegui estar familiarizada com o esquema antes de chegar à cidade, o que foi bastante útil.



Complexa rede de Paris

Habituados a um sistema de transporte mais simples, eu e o Rapha quase perdemos o voo de Barcelona para Lisboa. Faltando menos de 5 minutos para a partida do trem que deveríamos pegar para o aeroporto, corremos pela estação rumo a plataforma que nos foi indicada. Aliviados que o trem ainda estava lá, entramos rapidamente. Depois de algumas estações, notamos que estávamos no trem errado. Naquela mesma plataforma passavam vários trens com horários seguidos, porém com destinos diferentes. Por sorte, conseguimos notar a confusão a tempo de trocarmos para o trem certo. Ufa!

Agora, fico muuuuuuuito ligada todo vez que vou entrar em um transporte público aqui na Europa.

4 comentários:

Maíra disse...

O metrô de Paris é bem complexo à primeira vista, mas depois que você pega o jeitinho é muito fácil!

Mas tem que ficar ligado mesmo, porque os trens são um pouco mais complexos.

Atualize mais, atualize mais :-)

beijos

Cris disse...

Verdade, e Londres? A linha q eu pegava pro "centro" bifurcava, aí vc tem q estar muito ligado pra não acabar parando em outro lugar heheeh

Na época, lembro q achei isso surreal! Po, a mesma linha fazer 2 percurso!!! hehehe

(to trabalhando, acabo não tendo muito tempo pra escrever)

Pedro Paulo disse...

Eita, Cris, eu vejo esse mapa metroviário de Paris e, logo em seguida, me lembro das duas e únicas linhas de metrô do Rio e me bate uma depressão... Como é possível uma cidade do porte como o nosso Rio ter um sistema de metrô tão ínfimo? Sei lá, é muita grana para pouco aproveitamento.
Beijao, Pedro (primo do Rapha).

Raphael disse...

realmente lindinha, o pouco tempo que ficamos em paris e londres, para mim, não deu pra absorver nada dessas confusas linhas de metro. mas com certeza para os moradores e turistas, essa vasta opção de linhas é muito bom e certamente faz com que as pessoas usem menos seus carros.

pois é pedro, infelizmente as "autoridades" do estado do rio ainda não descobriram que uma rede de transportes eficientes ajuda a todos. um dia eles descobrem.

Etiquetas