sábado, 26 de setembro de 2009

Corrigindo uma possível injustiça

Amsterdã é uma bela cidade e muito bem conservada. Além da droga e do sexo, que tanto se divulgam, eles têm uma história interessante e jeito peculiar de viver.

Canais


Amsterdã foi fundada sobre um terreno pantanoso, o que posteriormente deu origem aos seus famosos canais. Em alguns pontos, os canais são iluminados à noite, o que torna o percurso belo e romântico. A dica é sentar em um café e curtir a paisagem (a cidade é cheia deles, se não estiver muito frio, procure um que tenha as mesinhas sobre a ponte).


Transporte



A população é muito grande e eles encontraram nas bicicletas uma maneira económica e ecológica de resolver a questão do transporte. Até bike-táxi tem por lá!


Moradia



Na Holanda a invasão de casas desocupadas há mais de 1 ano é permitida por lei. Mas tudo com muita organização! É preciso provar que a casa ficou realmente inutilizada durante este período, entrar e ter alguns móveis, no mínimo uma mesa, uma cadeira e uma cama. Depois disso, os ocupantes passam a pagar somente contas e impostos. Pelo que entendi, ao menos em Amsterdã, não existe mais espaço para construir e esta tem sido uma alternativa barata para os jovens que querem sair da casa dos pais. É claro, que, se você não fizer tudo “dentro dos conformes”, vai parar na cadeia!


Arquiterura



Reparando bem, as casas têm uma inclinação lateral e uma frontal. A inclinação lateral é devido aos prédios terem sido construídos sobre um terreno alagadiço, com isso as construções cederam e foram tombando. A inclinação frontal, juntamente com um gancho no topo casa, foram as soluções encontradas para realizar as mudanças. Geladeiras, fogões, camas, são muito grandes para subirem suas estreitas escadas. O gancho ajuda içar os móveis, a inclinação impede que eles batam na fachada dos prédios.


Religião


A briga entre católicos e protestante era constante. A principal igreja da cidade, hoje, um museu, foi construída durante mais de 200 anos alternadamente por membros das duas religiões, que também se alternaram no uso de materias para construção. Isso que parece uma junção de casas, é, na verdade, uma única igreja.

Foi também da briga entre eles que surgiram as igrejas escondidas. Os católicos, proibidos pelos protestantes de manifestar sua fé, construíam templos sob a fachada de casas para burlar a repressão.

E mais

Podemos encontrar ainda na cidade o antigo edifício da Cia Holandesa das Índias Orientais, atualmente uma faculdade. A fábrica onde se abrigaram os Frank e os Pels, hoje, o museu da Anne Frank. O edifício onde se passou a cobrar o primeiro pedágio da história, onde funciona um restaurante.

2 comentários:

Pedro Paulo Bastos disse...

Amsterdã tem uma arquitetura belíssima, assim como devem ser as ruas, também, mas ainda me acho muito conservador para morar num lugar como esse... hahahaha...
Um beijo!

Cris disse...

hehehe

Falando em rua, esqueci de dizer que as ruas dos canais quase não têm calçadas (a calçada é praticamente só o paralelepípedo) e elas próprias parecem calçadas. Então, já viu, quando cheguei lá, atrapalhei o trânsito várias vezes, até o rapha dizer “sai da rua, cris”. Hehehe “Rua, hein?” hehe Foi aí que me toquei…

Etiquetas